Pesquisar este blog

Pesquisar este blog

29 de set de 2012

ÓVNIS,MAIAS, EGÍPCIOS E SUMÉRIOS


Vejam o trecho final (a partir de 29:32) deste vídeo (descoberto graças à indicação do Mestre Paco Rabanne de Aragão) que se trata de um episódio da série "Caçadores de Ovnis", e que mostra um suposto pedaço de OVNI (ou pelo menos de algo metálico que caiu de um). É importante ver pra entender o post:

A questão que quero levantar é sobre a relação aliens/metais nobres, apontando para evidências (mitologicas ou não) do nosso passado na tentativa de buscar uma chave para o mistério.
A primeira civilização que veremos pode ser considerada como a primeira civilização de fato. São os Sumérios, que, ali pela Mesopotâmia, foram os mestres da arte da fundição, pelo seu trabalho com metais nobres. Sua mitologia (que inclui coisas como a criação do homem "ADAMU" pelos Deuses e o Dilúvio) diz que os Deuses Anunnaki vieram de outro planeta (Nibiru) e tiveram filhos com as terráqueas (criando os semideuses) e por meio destes governavam aquele povo. Posteriormente escolheram uma linhagem de humanos pra reinar no seu lugar.
Essa mitologia é a base de praticamente todas as mitologias das grandes civilizações que se desenvolveram na antiguidade. Podemos ver aí os Gregos (Deuses e Titãs, Oráculo, etc), Romanos, Incas, Astecas e Egípcios (Faraós) e Hebreus, sempre um povo "escolhido por Deus" com uma monarquia representante da "Vontade Divina". Ou seja, em algum momento impreciso de sua história, eles tiveram contato direto com os "Deuses" e isso ficou registrado na sua tradição oral ou escrita. Mas três civilizações, em pontos diferentes do globo, possuem mais duas semelhanças que os distinguem dos demais: a construção de pirâmides (com uma precisão que desafia nosso entendimento até hoje) e o trabalho de arte com o Ouro (e outros metais preciosos). São eles os Sumérios, os Egípcios e os povos Pré-Colombianos.
Vejam esta réplica da uma estela que mostra Akhenaton, Nefertiti e seus filhos, a realeza, intermediária entre homens e deuses:

Crânio de forma interessante pra um descendente dos deuses, não?
Pois bem, a mitologia Suméria nos diz que o Homo Sapiens foi desenvolvido pelos deuses a partir dos hominídeos inferiores pra poder trabalhar na extração do OURO, pois os deuses precisavam desse material pra espalhar na atmosfera do seu planeta, a fim de conter o avanço de um fenômeno semelhante ao nosso efeito estufa. Podemos dizer que o fascínio que o ouro representa hoje é derivado do interesse dos deuses no metal. E podemos ver essa ligação (inconsciente ou não) até hoje!
Mas o vídeo fala da prata e os supercondutores. Pois bem, quando vi o negócio da bala supercondutora, só lembrei da cena do avião Tucano, da esquadrilha da fumaça, tendo sua asa partida como se fosse manteiga por um objeto que cruzou seu caminho:
Isso tudo é mais interessante se somado à predileção dos OVNIS pelas linhas de alta tensão e seus efeitos eletromagnéticos em carros, aviões e navios, e podemos ter aí um indício de como se dá sua propulsão: por supercondutividade magnética. Essa é uma tecnologia em que o ser humano ainda está engatinhando no uso, mas que já conhece bem o princípio básico:
Seriam as pirâmides "portos espaciais", marcos para serem visíveis do alto, indicando a "base de trabalho" de alienígenas na extração de minérios? Especulação, claro, mas não deixa de ser intrigante, especialmente associada ao vídeo lá de cima.

PROFECIA MAIA
Durante um encontro realizado em 2011 em Palenque, local que abriga uma das mais impressionantes ruínas maias de toda a região, o pesquisador Sven Gronemeyer e sua colega Bárbara Macleod fizeram uma nova interpretação do 6º monumento de Tortuguero, que é a base da profecia maia de 21 de dezembro de 2012. Eles dizem que ela não prevê o fim do mundo nesta data, apenas o retorno do deus Bolon Yokte, associado à guerra e à criação (e que participou do começo da atual era, iniciada em 13 de agosto do ano 3.114 a.C).
O texto de caráter narrativo, segundo Gronemeyer, mostra que os governantes maias deveriam "preparar o terreno para o retorno do deus Bolon Yokte, e que o Bahlam Ajaw seria o anfitrião de sua posse". Conforme este prognóstico, o deus Bolon Yokte presidiria o nascimento de uma nova era, que deverá começar em 21 de dezembro de 2012, e supervisionaria o fim da era atual.
Um indício indireto da mesma profecia está nos "Livros de Chilam Balam". Escrita por vários autores após a conquista espanhola, a obra traz previsões para os katuns que, num outro sistema de contagem de tempo, se repetem a cada 256 anos. Para o katun associado a 2012, o livro prevê a chegada de vários seres, entre eles "aquele que vomita sangue" e o deus Kukulcan, o Deus-Sol da América Central.

Nenhum comentário:

Postar um comentário