Pesquisar este blog

Pesquisar este blog

16 de out de 2012


SOBRE A CONSCIÊNCIA DAS ESTRELAS

por Lygia Cabus


IMAGEM: ESA/NASA/National Geographic.

Publicado em 09/12/2011. Acessado em 23/08/2012. [http://news.nationalgeographic.com/news/2011/12/pictures/111209-best-space-pictures-full-moon-sun-black-holes-173/#/space173-leo-nebula-hubble_45520_600x450.jpg]


FROSTY LION ̶ Esta é uma formação cósmica identificada como IRAS 09371+1212 ou Nebulosa Gelada de Leo, em imagem obtida pelo Telescópio Hubble Space. Rica em gelo, está situada na constelação de Leo (Leão).
A nebulosa, em termos astrofísicos é uma nuvem de poeira e gás protoplanetária formada a partir de matéria expelida por uma estrela central, nesse caso, uma estrela semelhante ao Sol do sistema solar ao qual pertence o planeta Terra.
A expressão protoplanetária significa que esta nuvem de poeira cósmica, ao longo de uma eternidade de movimento giratório, tendo suas partículas submetidas à uma força de atração gravitacional, no futuro, poderão formar um corpo coeso, esferóide, um planeta.
Todavia, isso que os homens vêem como uma nuvem de poeira poderia ser, em outra concepção uma entidade de matéria sutil, etérica.
Um espírito cósmico primordial habitando e animando um corpo astral que, um dia, virá se tornar um corpo de matéria densa que será humanamente identificado como um planeta e entendido, de acordo com a ciência acadêmica, como um objeto sem vida, um globo de matéria bruta.
A idéia de que os corpos celestes são seres sencientes (ainda) não faz sentido para a ciência acadêmica. Porém, para as tradições religiões mais antigas e para as ciências ocultas considera essa seriamente essa possibilidade.
Para um cientista ortodoxo, a afirmação de que o Sol, por exemplo, tem consciência de si mesmo e uma vontade própria é um pensamento primitivo e animista, há muito superado pelos avanços do conhecimento astrofísico.
Todavia, a intuição poética da existência real de uma Consciência Cósmica persiste resiste aos milênios. Mais recentemente, essa concepção vem ocupando pesquisadores de diferentes áreas especialmente diante das descobertas da física quântica, da constatação do enigmático comportamento das partículas, das propriedades espectrais da matéria subatômica. 
Ultimamente, os astrofísicos têm conjurado a chamada matéria escura para explicar o inexplicável. Mas a própria matéria escura é, em si mesma, algo que permanece indefinido e não-detectável, apenas presumida, como uma entidade de ficção científica.

TEORIAS

Para o acadêmico do New York City College of Technology, o físico Dr. Gregory Matloff, a admissão da consciência das estrelas poderia ser a resposta para o mistério da harmonia das esferas, que giram em torno do centro de uma galáxia - como a Via Láctea ̶ a uma velocidade maior do que seria esperado considerando cálculos que incluem somente a matéria visível do Universo. 
Matloff teoriza sobre a possibilidade de que os corpos celestes mantêm suas posições e trajetórias através da ação voluntária exercida através de psicocinese. Nesse caso, a mente de uma estrela ̶ ou de qualquer outro corpo celeste ̶ poderia atuar diretamente sobre as propriedades físicas da dessa estrela.
Para Matloff é preciso considerar como possível que, a consciência, assim como a gravidade é um elemento essencial da estrutura do Universo. De fato, apesar das aparências, muito pouco se sabe sobre a verdadeira natureza do que se chama de força gravitacional.
Os cientistas podem medi-la, podem calcular interações gravitacionais em termos de atração e repulsão entre as massas das entidades astronômicas, como planetas, estrelas, cometas, mas não sabem o quê realmente é essa força que rege as relações físicas das distâncias e rotações entre os corpos celestes. A força da gravidade é um mistério científico.
No artigo, Star Consciousness: An Alternative to Dark Matter,Gregory Matllof explica:
Uma explicação possível para o movimento estelar anômalo é a psicocinese. A hipótese aqui apresentada é de que o "espírito" de uma estrela consciente e/ou sensível pode agir diretamente sobre as propriedades físicas (neste caso, a velocidade da galáxia) do (Ser que é) a estrela.
Embora a psicocinese não faça parte do corpo doutrinário ortodoxo da Física ou da psicologia, estudos teóricos sérios indicam que é possível considerar ̶ (a interferência da psicocinese) em teorias (e experimentos) da Ciência atualmente aceitas.
...A consciência ou mente [ou, ainda pensamento] pode influenciar diretamente as propriedades de um sistema físico utilizando a energia presente em flutuações quânticas. (Significa que pensar emite energia em forma de partículas). ...
Definir consciência não é fácil... Será que de alguma forma a consciência permeia o Universo inteiro? Alguns, como E.H Walker (em The Physics of Consciousness, 1970) concluem que a consciência não pode ser definida... David Bohm (Wholeness and the Implicate Order, 1980) acredita que o pensamento consciente é um processo e não um objeto. M. Kefatos e R. Nadeau argumentam que este processo, em algum sentido, talvez panteísta, permeia todo o Universo (The Conscious Universe, 1990).

(MATLLOF, 2012)

No contexto da Biologia, atualmente, a idéia de uma consciência orgânica já tem o apoio de teorias que admitem a existência de um campo universal de consciência interagindo com ano estruturas elétricas do sistema nervoso de seres vivos de todos os Reinos da Natureza terrena. 
Tanto em animais, desde os seres humanos, os mamíferos superiores em geral, pássaros, peixes, bactérias etc., a estrutura neuronal, do cérebro mais evoluído até os núcleos mais elementares, analisados por Evan Walker Harris (físico norte-americano, 1936-2006) ̶ apresentaram atividades (eventos) em nível quântico que contribuem para a realidade da consciência.
Lynn Margulis (bióloga norte-americana, 1938-2011) sugere uma forma de consciência microbiana baseada em nanoestruturas ̶ microtúbulos presentes em todas as células eucariontes*.
* EUCARIONTES. Células que possuem núcleo; as células que não possuem núcleo são chamadas procariontes. A maioria delas são organismos unicelulares como bactérias por exemplo. Porém esses PROCARIONTES possuem material genético, seu "corpo" é delimitado por uma membrana sensível e seletiva naquilo que absorve, movem-se; portanto, são dotadas de um tipo de sistema neuronal).

A DIFERENÇA ENTRE O EU & A PERSONALIDADE

Admitir a existência de uma Consciência Cósmica ou - ainda, de consciência em diferentes seres e formas de vida, mesmo aqueles que parecem inconscientes ou brutos (mortos), implica considerar que o Eu, não não é sinônimo de uma personalidade.
A auto-identificação com uma Personalidade é passageira, é um condicionamento; o sentimento consciente do EU seria, então algo permanente na idéia de Eternidade. A Personalidade é o quê os Espíritas e Teósofos chamam daquilo que - aqui definimos como - percepção efêmera de uma só vida de um espírito encarnado.
Isto é, a consciência que homem tem de ser alguém com um determinado histórico: nome, filiação, nacionalidade, uma cultura específica que somente são referências na vida presente; mas não são, pertinentes à existência desse espírito que existe muito além de uma só vida.
O sentimento de "Eu" que as pessoas identificam com a consciência de uma identidade, o self, o "saber de si mesmo", seria - então, na verdade, um fenômeno superior à Personalidade. A Personalidade de uma vida humana perde o sentido com a morte do corpo físico. O EU permanece para em uma existência que vai muito além e comporta muitas outras experiências de Vida.
A Consciência é uma propriedade fundamental presente em Todo o Universo. A personalidade é uma das formas de auto-percepção. Ou seja, a auto-percepção não é, necessariamente dependente de uma Personalidade.

CONSCIÊNCIA CÓSMICA

Em A Física dos Anjos, o biólogo inglês, Rupert Sheldrake ̶ um dos pioneiros em novos paradigmas (modelos) de ciência e o teólogo Matthew Fox (ex-dominicano católico e atualmente padre da Igreja Episcopal ̶ escrevem:
Nossa abordagem para um novo paradigma científico (não mecânico) consiste na idéia na idéia do Universo como um organismo vivo. O Big Bang descreve a origem do Universo como uma unidade [superdensa] e indiferenciada. [A partir de determinado momento ̶ que é o Fiat Lux da Bíblia judaico-cristã] ... o Universo evolui, diferencia-se em infinitas formas e estruturas. Isso se parece muito mais com um organismo do quê com uma máquina.
A antiga idéia da Terra como um corpo celeste morto [ou bruto] há muito divide espaço com a teoria de Gaia, a idéia da Terra como um ser vivente que faz parte de um Universo que evolui criativamente...
[Considerando essa hipótese cabe - então investigar] ...Se o Universo está vivo, se os sistemas solares, as galáxias, os planetas são seres vivos, também são conscientes? Ou estão vivos mas não têm consciência [de si mesmos] como uma bactéria, que é um ser vivo mas que [supomos] não tem consciência de si mesma?... Será que os seres humanos são os seres mais conscientes que existem no Universo?
A ciência (ortodoxa) diz que sim. Mas eu acho essa hipótese muito improvável. Se admitimos a idéia de formas diferentes de consciência, se uma galáxia tem vida e consciência [em si mesma], então essa consciência pode ser muito maior ou superior que a consciência humana; maior em extensão de conhecimento, maior em [quantidade de] energia disponível [para agir]...




A VERDADE MITOLÓGICA

A maioria das religiões antigas concebe a Natureza como um ser inteligente, os planetas, como criaturas inteligentes, dotadas de pulsação, com as quais é possível estabelecer comunicação. A Natureza é vista como um Grande Mãe que proporciona tanto o alimento material quanto o espiritual e as almas [os espíritos] seriam, então, como ramos de uma árvore invisível cuja raiz está no centro de todas as coisas.
A filosofia gnóstica concebe este planeta como manifestação de uma deusa: Sophia ou Gaia Sophia; e o sistema Solar como a "encarnação" ̶ ou corporificação de seres tutelares chamados Arcontes. De tal modo, os planetas são Arcontes. As estrelas também. Ou seja, os astros seriam corpos animados por Espíritos.


O CONHECIMENTO OCULTISTA

Tradições ainda mais antigas, compiladas em escrituras sagradas indianas e chinesas, a chamada Doutrina Secreta, apresentam a Cosmogênese do Budismo Esotérico (Budismo Secreto, para Iniciados) complexa na qual a Consciência está no princípio de de Todas as Coisas e confunde-se com o próprio conceito de Deus. A Doutrina Secreta, introduzida no ocidente pela precursora da Teosofia, Helena Petrovna Blavatsky, utiliza termos do sânscrito para falar das Entidades que que constituem o Universo. Todavia, o texto introdutório da Cosmogênese em tudo se parece com as primeiras frases do Gênesis da Bíblia judaico-cristã e das cosmogêneses míticas de culturas de todo o mundo. Certamente, essa semelhança não é mera coincidência:
O Eterno Pai, envolto em suas Sempre Invisíveis Vestes, havia adormecido uma vez mais durante Sete Eternidades.
O Tempo não existia...
A Mente Universal não existia, porque não havia Ah-hi para contê-la...
Só as Trevas enchiam o Todo Sem Limites, porque Pai, Mãe e Filho eram novamente Um e o Filho ainda não havia despertado... (BLAVATSKY, 2006 - p 94)
Na Doutrina Secreta, Mente significa a ...totalidade dos Estados de consciência compreendidos sob as denominações de Pensamento, Vontade e Sentimento... Os Ah-hi (ou Dhyân-Chohans) são as Legiões de seres espirituais as Legiões Angélicas do Cristianismo, Os Elohim e os Mensageiros dos judeus que constituem o veículo para a manifestação do Pensamento e da Vontade Divina... São Forças Inteligentes... Mas não são "personificações" das Forças da Natureza. (BLAVATSKY, 2006 - p 102)
Sobre Estrelas, Planetas e outros corpos Celestes serem criaturas vivas e conscientes,... Ensina a filosofia esotérica que tudo o que vive é consciente... Considera-se ...a vida como única formade existência... as coisas dotadas de movimento são coisas vivas, quer se trate de átomos ou de planetas. (Idem - p 111) ...O Nous que faz mover a matéria é... imanente em todos os átomos, manifestada no homem, latente na pedra... (Ibdem - p 113)

DEFINIÇÕES NO GLOSSÁRIO TEOSÓFICO


Ah-hi ̶ (senzar, língua arcaica anterior ao sânscrito). Em sânscrito, Ahi. Serpentes, Dyhan-choanes, serpentes sábias ou dragões da sabedoria.
Dhyân-Chohans ̶ Literalmente, "Os Senhores da Luz" [que Goddard, abaixo - denomina Senhores da Chama]. Devas ou deuses mais elevados, correspondentes aos Arcanjos da religião cristã católica. Inteligências divinas encarregadas da superintendência do Cosmos. Filhos da Sabedoria, Espíritos Planetários.

(BLAVATSKY, 1995)

Os Arcontes dos Gnósticos foram concebidos a partir dessa concepção bem como os recentemente resgatados Senhores da Chama, mencionados por esotéricos contemporâneos como na introdução do livro Magia Sagrada dos Anjos, de David Goddard, auto-intitulado, há mais de 20 anos, Mestre Espiritual: Antes de todos os começos existia o Um... Sozinho na bem-aventurança inexprimível, o Um permanecia... No âmago secreto dos desígnios de Seu ser, Ele quis criar... derramar [manifestar] a plenitude de sua vida infinita... Pois que nada havia exceto o Um, sua criação só poderia acontecer nele mesmo... Desejoso de promover a Criação, tornou-se também o sacrifício primal; e assim o Um se fez muitos. Sete grandes espíritos se projetaram do coração [centro] do Eterno: foram os Elohim, os Sete Espíritos... executores da Vontade Criadora... [os arcanjos] Uriel, Tzadkiel, Rafael, Haniel, Miguel e Gabriel... conhecidos nos textos antigos como "Senhores da Chama. (p 16)
As miríades de estrelas são a primeira encarnação da luz divina, mas são também corpos dos arcanjos cósmicos. O Sol... é o corpo físico de um grande arcanjo, um dos Senhores da Chama. Esse tipo particular de ser angélico chama-se um "Logos Estelar". As estrelas são os corpos físicos e suas auras cobrem toda a área dos sistemas solares que os rodeiam. Os planetas... [são] filhos do Sol.

(GODDARD, 2000 - p 19)

Goddard utiliza os termos do conhecimento doutrinário ocidental, utilizando palavras e nomes retirados Bíblia judaico-cristã, como Elohim, uma palavra hebraica, cujo significado é Deuses; e os Senhores da chama são identificados com os bem conhecidos nomes atribuídos aos Arcanjos bíblicos, da primeira classe da Hierarquia Angélica.


A CONSCIÊNCIA DAS ESTRELAS NA TRADIÇÃO OCULTISMO OCIDENTAL


Os ocultistas ocidentais, desde o começo da Idade Média até hoje, passando pelos Mestres do século XIX (anos de 1800) e primeiros anos do século XX, adotaram esses mesmos conceitos valendo-se, como os Gnósticos, de uma nomenclatura de origem greco-romana ̶ ainda que já sincretizada com muitos conceitos judaico-cristãos, como a doutrina sobre os Anjos, por exemplo.
Essa Cosmogênese ocultista européia greco-romana, por sua vez, derivou das práticas sacerdotais de povos ainda mais antigos que representam a raiz da cultura ocidental: mesopotâmicos (caldeus e sumérios, por exemplo) e egípcios. Assim, de acordo com essa orientação, escreve Eliphas Levi em Grande Arcano:
Têm alma os astros? E tem a Terra que habitamos uma consciência e um pensamento que lhe são próprios? Nós o ignoramos; porém não podemos afirmar que estão em erro os que o quiserem supor... Conforme os hierofantes antigos, a matéria não é mais que o substratum dos espíritos criados. Deus não a criou imediatamente [refere-se à matéria densa].
De Deus emanam as potências [Forças Inteligentes, como menciona a Doutrina Secreta] os Elohim que constituem o céu [no sentido de o Cosmos, todo o Universo e todos os Universos dentro do Universo] e a terra... Estes Elohim ou estas potências seriam as grandes almas dos mundos...
Ainda segundo a astrofísica ocultista ocidental, E. Levi explica que essa Forças [ou espíritos ] colossais são ...os Egrégoros do livro de Enoque [patriarca e profeta bíblico]. Os "mundos" são todos os corpos celestes e a "harmonia das esferas" ̶ na verdade, é um conflito entre as esferas, entre Todas as Coisas Criadas. O conflito sheakespereano de Ser ou não ser. Duas tendências: Ser uma criatura diferenciada vivente em seu próprio espaço de existência ou, Deixar de Ser, retornar ao um, autodestruindo-se pela agregação dos diferenciados no Indiferenciado, no Um.
A teoria do Big-Bang (desenvolvida entre 1927 e 1929), a explosão de um único agregado material e/ou energético que deu origem a Tudo o que existe, desde sua elaboração, ainda não foi superada como explicação para o surgimento do Universo. Uma dúvida ̶ porém atormenta os cientistas ocupando suas mentes em complexas equações: se a força de dispersão da matéria primordial foi suficiente para produzir em expansão infinita ou, em dado momento, o impulso primordial perderá sua aceleração e começará um movimento lento mas constante e fatal de contração do Universo em um processo que, no final, fará com que o Todo diferenciado retorne à Unidade Indiferenciada em um Big-Crunch (o Grande Colapso). Uma dúvida que se resume em duas possibilidades: Universo em expansão ou Universo em contração.
* Os teósofos budistas esotéricos afirmam que o destino será sempre a retorno ao Um, o Big-Crunsh. Um período de expansão é um Maha-avatara ou Manvatara. Um dia de Bhrama. Um período subseqüente de repouso do Todo na Unidade, é o Pralaya, a Noite de Bhrama.


A Astrofísica Ocultista milenar documentada pela Ciência atual. Foram manchetes do século XXI:

* Em setembro de 2010, NASA FLAGRA ESTRELA ENGOLINDO PLANETA: O telescópio Chandra, da Nasa, captou o momento que a estrela BP Piscium engoliu um planeta ou uma estrela, os astrônomos não sabem ao certo. Os disco e a poeira em volta da BP seriam o que restou do planeta. O astro fica a mil anos luz da Terra e já teve o tamanho equivalente ao do Sol. O flagrante vai contribuir para os estudos sobre a interação entre planetas e a maneira como eles envelhecem. Na foto, à direita, a BP Piscium vista no telescópio. BNAD, publicado em 14/09/2010. [http://www.band.com.br/noticias/tecnologia/noticia/?id=100000346033]



* Em 26 de julho de 2012. Capturada pelo ESO - European Southern Observatory (Observatório Europeu do Sul), instalado no Chile, a imagem mostra uma estrela tipo-O (O-type star), muitíssimo quentes, dotadas de enorme massa e brilho. No caso acima, a O-type é a esfera menor, muito mais poderosa que a maior, essas estrelas têm vida curta e violenta e são protagonistas de fenômenos extremos. Como o vampirismo estelar. A O-type está sugando matéria da superfície de sua vizinha, maior.
A estrela vampiro. mais jovem, não somente prolonga a própria vida como cresce à medida em que se alimenta. Ela vai "viver" mais que a outra, mais velha e que vai morrer mais cedo por causa do parasitismo que está sofrendo, o que somente é possível por causa da proximidade entre as duas. (WREN/DAILY MAIL, 2012)
Nessa interação dos astros de atração e repulsão,muitas vezes, os Egrégoros têm colidido uns contra os outros, devorado uns aos outros ou, ainda interferido na Natureza biofísica e química uns dos outros.
Assim se explicam as convulsões planetárias que devoram populações... Os astros agem e reagem uns sobre os outros; seu equilíbrio [resulta]de laços de amor e esforços de ódio. Às vezes, a resistência de uma estrela se rompe e ela é atraída para um sol que a devora. Astros amantes se aproximam e dão luz a novas estrelas... Há estrelas que são irmãs, outras há que são rivais... Os astros agem e reagem sobre uns sobre os outros... (LEVI,2007 - p 157/158).
Eliphas Levi admite, portanto, a comunicação entre os corpos celestes através de uma linguagem de emissões de luz e pulsações eletromagnéticas produzidas conscientemente. Muito recentemente, em junho de 2012, os jornais publicaram uma notícia astrofisicamente estranha para a Ciência acadêmica: Os monitores neutrais (de nêutrons e neutrinos) de todo o mundo iluminaram-se. A Terra está pulsando e, segundo os cientistas, ISSO NÃO É NORMAL... 
Depois de um longo período, que os cientistas entenderam como de uma quietude anormal, o Sol, em 17 de maio, desencadeou uma tempestade solar. Porém, o que está causando espanto entre os astrofísicos é o que está acontecendo com a Terra. Os monitores neutrais de todo o mundo agitam-se pela primeira vez em seis anos. As luzes estão acesas apesar da atividade solar ser considerada uma M-Class, ou seja, uma tempestade moderada. O indicadores neutrais estão informando é algo que não deveria estar acontecendo porque significa que o planeta parece estar respondendo aos rompantes solares. A Terra está pulsando em correspondência com o Sol.


FONTE: WAUGH, Rob. Last month's solar flare created a mysterious pulse on Earth that seemed to 'answer' sun's blast.
DAILY MAIL, publicado em 01/06/2012.


IN http://sofadasala-noticias.blogspot.com.br/2012/06/estranha-pulsacao-terra-em-resposta-as.html


ANJOS ̶ ESPÍRITOS EM CORPOS CELESTES


Muitos pensadores esotéricos acreditam que os espíritos que habitam as estrelas são aquelas entidades que as tradições religiosas identificam como Anjos. Assim como o corpo humano é "habitado" e animado por um espírito, também os astros possuem individualidades espirituais. A matéria que compõe uma estrela, um planeta, um cometa seria, então, simplesmente o corpo de um ser vivo dotado de consciência. Sobre os anjos, Sheldrake lembra que um dos doutores da Igreja Católica, Tomás de Aquino, refere-se a eles como criaturas desprovidas de massa e corpo, tal como os fótons segundo a descrição de Einstein.
...we know that angels are not bodies... the angelic substance has no quantity: therefore, no position, and consequently no place. An angel can be said to exist in place, but not in the same sense as we say this of a body. A body is localizated as being related to a particular place by a contiguity that can be measured quantitatively. Now an angel has no measureable quantity; he has however a "power quantity", by wich I mean that when an angel's power is applied in any way to a given place, he can be said to be locally there - where the body is to which it is applied.

AQUINAS, 2006) p 45.

...sabemos que os anjos não são [ou não estão em] corpos... a substância angelical não tem quantidade [massa]: portanto não tem uma posição [definível] e, conseqüentemente, não está em um lugar. Pode-se dizer que um anjo está em um lugar mas não no mesmo sentido que dizemos isso de um corpo.
Quando dizemos que um corpo está localizado estamos relacionando este corpo a um determinado lugar por uma contigüidade que pode ser medida quantitativamente [massa na forma]. Mas um anjo não tem quantidade [massa] mensurável. No entanto ele tem uma quantidade de energia e [dessa forma eu quero dizer que]... quando o poder de um anjo é aplicado de algum modo a um determinado lugar ele [o anjo] pode ser considerado localmente lá ̶ no lugar em que está o objeto sobre o qual ele [o poder, a força, energia do anjo] é aplicado.
O quê Thomas de Aquino está dizendo é que o Espírito de um Anjo, que é seu verdadeiro Ser, não está delimitado por uma forma ou tamanho específicos, muito menos antropoforma. Além disso,o filósofo afirma que um Anjo não precisa estar pessoalmente presente em um local para agir sobre aquele local ou objeto que ali se encontra.
Significa que, segundo este teólogo, os Anjos, infinitamente superiores aos homens, possuem faculdades metafísicas altamente desenvolvidas, tais como a psicocinese, a telepatia e, considerando os relatos mitológicos, o poder de projeção astral de si mesmos assumindo o aspecto que lhes for mais conveniente. A projeção astral explicaria as aparições de Anjos relatadas na Bíblia, por exemplo.
Às vezes aparecem como peregrinos, homens comuns como os dois viajantes que chegaram ao acampamento de Abraão para profetizar a gravidez da mulher do patriarca, Sarah (Sarai) embora ambos já estivessem em idade avançada. Na Anunciação do Advento do Cristo Jesus, o arcanjo Gabriel assume a forma de um belo jovem, alado e luminoso. No Gênesis, quando Adão e Evasão expulsos do Paraíso, os Querubins que se encarregam de vigiar a árvore da Vida são guerreiros armados com espadas flamejante. No Apocalipse, um anjo gigantesco aparece na visão do profeta (João) de pé, sobre o Sol.


A VERDADEIRA FACE DOS ANJOS


Porém, a imagem popular desses Anjos, Potências, Inteligências Cósmicas ou Egrégoros está bastante distorcida, associadas a atributos de caráter e personificação que se manifestam sempre como um tipo de amor necessariamente pacífico e infinitamente tolerante. Os Anjos ocidentais da cultura popular usam túnicas esvoaçantes, possuem asas dotas de penas brancas e ostentam na face uma expressão de imutável serenidade.
São concebidos como entidades protetoras e virtuosíssimos cantores e harpistas de coros celestiais em eterna adoração diante de um Deus corpóreo que vigia suas Criaturas sentado em um trono. Eventualmente, anjos de hierarquias inferiores, vagueiam na Terra, no papel de guardiões pessoais das boas almas que habitam este "Vale de Lágrimas".


O Arcanjo Miguel.
Judgement Day (Dia do Julgamento). Hans Memling (1430-1494), Seculo XV (anos 1400)


Todavia ̶ essa imagem, inspirada em uma visão limitada da mensagem do Cristo, o Jesus evangélico, está muito distante da realidade observada, por exemplo, na dinâmica do Universo, onde eventos de Destruição são tão freqüentes quanto os de Criação. 
Distante também dos textos dos próprios Evangelhos sinópticos, canônicos, onde, uma leitura cuidadosa revela aspectos extremamente ousados de comportamento que são impostos àqueles que desejam praticar o Cristianismo pleno.
O verdadeiro Cristão precisa disciplinar-se, em Espírito, para viver nesse mundo praticando, no dia a dia, uma refinada combinação de humildade e obediência com uma extrema e desafiadora coragem. Não é de se estranhar que os Anjos, em sua natureza, sejam mais parecidos com poderosos guerreiros e não com pastores.
O próprio Cristo, no Livro do Apocalipse de João, se apresenta com um aspecto muito diferente do Verbo Encarnado que como meigo Rabi viveu entre os homens.Ali, em 1:13, o apóstolo descreve: .
..alguém semelhante ao filho do homem, vestindo uma longa túnica até os pés, cingido no peito por um cinto de ouro. Tinha ele cabeça e cabelos brancos como lã cor de neve. Seus olhos eram como chamas de fogo. Seus pés se pareciam ao bronze fino incandescido na fornalha. Sua voz era como o ruído de muitas águas... De sua boca saía uma espada afiada de dois gumes. Seu rosto se assemelhava ao sol, quando brilha com toda a força. 









FONTES


AQUINAS, Thomas (Sto.) Summa Theologiae. Vol 4, Knowledge in God, p 45. Cambridge University Press: 2006. IN Google Books. Acessado em 25/08/2012.
BLAVATSKY, H.P.. A Chave da Teosofia.
............................ A Doutrina Secreta, vol I - Cosmogênese. [Trad. Raymundo Mendes Sobral]. São Paulo: Pensamento, 2006.
............................ Glossário Teosófico. [Trad.SilviaSarzana]. São Paulo: Gound, 1995.
GODDARD, David. Magia Sagrada dos Anjos. São Paulo: Pensamento, 2000.
LEVI, Eliphas. Grande Arcano. São Paulo: Pensamento, 2007.
MATLOFF, Gregory L. Star Consciousness: An Alternative to Dark Matter. IN CENTAURI-DREAMS, publicado em 13/06/2012. Acessado em 24/08/2012. [http://www.centauri-dreams.org/?p=23203]
PORTUALES, Aleph de. Científico investiga la posibilidad de que las estrellas sean seres conscientes.
Rupert Sheldrake, la física de los ángeles y la inteligencia de los planetas. IN PIJAMA-SURF. Publicado em 22/04/2010. Acessado em 24/08/2012. [http://pijamasurf.com/2010/04/rupert-sheldrake-la-fisica-de-los-angeles-y-la-autoconciencia-de-los-cuerpos-celestes/]
WAUGH, Rob. Last month's solar flare created a mysterious pulse on Earth that seemed to 'answer' sun's blast. [Trad. L. Cabus]
DAILY MAIL, publicado em 01/06/2012.
Portuguese: [http://sofadasala-noticias.blogspot.com.br/2012/06/estranha-pulsacao-terra-em-resposta-as.html]
WREN, Eddie. Attack of the vampire sun! Astronomers spot binary system where one star sucks the life out of another. [Trad. L.Cabus]. Daily Mail, publicado em 26/07/2012. Acessado em 27/08/2012. [http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2178851/Attack-vampire-sun-Astronomers-spot-binary-star-sucks-life-another.html]

Nenhum comentário:

Postar um comentário