Pesquisar este blog

Pesquisar este blog

1 de out de 2012



Misteriosa pirâmide descoberta na China, apresenta indícios de civilizações extraterrestres


Ninguém sabe realmente qual é a origem ou o significado que oculta a misteriosa pirâmide encontrada no cume do Monte Baigong na região da China Oci
dental, que as lendas locais atribuem a uma plataforma ou base de lançamento de antigas civilizações extraterrestres. Uma equipe de nove cientistas deslocou-se até à zona ocidental da província de Qinghai para examinar a entrada desta estrutura de pouco mais de 60 metros de altura, conhecida como a "Relíquia dos Extraterrestres".

A pirâmide tem três habitáculos interiores com entradas triangulares encaixadas em sua fachada e é revestida com tubos de tonalidade avermelhada que conduzem à montanha e a um lago de água salgada.

Para acrescentar evidências incômodas ao achado, na zona e na pirâmide foram encontradas diversas ooparts, como objetos metálicos inusuais e pedras talhadas com materiais que não pertencem à zona que aparece completamente desolada.

Ainda que Yang Ji, da Academia Chinesa de Ciências Sociais afirma que a teoria de que a pirâmide tenha sido criada por extraterrestres não é descabelada, pese ao incômodo de que a comunidade científica assuma tal fato e que é preciso analisar cientificamente todos os pontos para avaliar se é verdade. Se confirmado, seria um dos maiores vestígios astroarqueológicos da humanidade.

Dentro da cavidade existem dúzias de tubulações rodeando a entrada e o acesso com diâmetros compreendidos entre 10 e 40 centímetros. Estas estruturas indicam uma técnica de construção altamente avançada e completamente desconhecida na atualidade. A estrutura das tubulações é intrincada.

Adicionalmente, na orla do lago Toson igualmente encontraram estruturas de tubulações que se estendem entre a areia e as rochas. Todas se estendem em sentido Leste-Oeste e ao contrário das encontradas no interior da pirâmide, têm um diâmetro entre 2 e 4,5 centímetros. Mas o mais desconcertante mesmo foi a descoberta de tubulações no interior do lago, que saem à superfície, enquanto outras formam um complexo sistema no interior do lago e com as mesmas dimensões e configuração que as que aparecem na orla do lago. Na região destaca a abundância de metais e especificamente o zinco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário