Pesquisar este blog

Pesquisar este blog

4 de out de 2012


O que escondem do público: Apollo 20


Em 20 de julho de 1969, os astronautas da Apollo 11, Neil Armstrong e Edwin "Buzz" Aldrin, se tornaram os primeiros homens a pisarem na lua. Seguidos por outras missões (Apollo 12, Apollo 14, Apollo 15, Apollo 16 e Apollo 17).

No total, apenas doze homens desembarcaram na Lua, todos americanos. Ou assim nos foi dito pela história...

Durante a missão Apollo 15 e 17, uma extranha anomalia foi fotografada em uma cratera situada em na região de Iszak-D, a sudoeste da Cratera Delporte, na face oculta da lua.

Em abril de 2007, alguns vídeos apareceram no site popular, YouTube, que mostram imagens da Apollo 20, uma missão que foi estabelecida no lado oculto da Lua em 1976!

Ainda mais surpreendente do que a possibilidade de que nós continuamos indo para a Lua depois de 1972 foi o que foi retratado no filme - uma aparente nave alienígena abandonada. A Apollo 20 foi lançada em 16 de agosto de 1976, da base da Força Aérea Vandenberg, na Califórnia e levou um tripulação mista americano-soviética. Estes eram: o comandante da missão William Rutledge, o piloto do módulo de comando Leona Snyder, e o piloto do módulo lunar Aleksei Leonov.

O usuário que postou o vídeo no youtube afirmou que recebeu de William Rutledge, um dos tripulantes dessa secreta missão.

Rutledge disse que depois da Apollo 17, teve a missão Apollo 18, a Apollo-Soyuz e as Apollos 19 e 20 foram para o lado oculto da Lua. Ambas as missões não parecem ter sido supervisionada pela National Aeronautics and Space Administration (NASA), mas pela Força Aérea dos EUA (USAF).A Apollo 19 acabou em desastre, disse ele, quando todos as telemetrias da cápsula se perderam inexplicavelmente. Embora os verdadeiros motivos são desconhecidos.

Ambos as Apollo 19 e 20 tinham o mesmo objetivo, irem para o lado oculto da Lua e explorar a destruída nave alienígena que tinha sido fotografada pela Apollo 15. De acordo com Rutledge, ele e Snyder, que trabalhou nos Laboratórios Bell foram contratados pela USAF.

Quando eles pousaram na Lua, eles viram uma cidade deserta e em ruínas, "cheio de sucata", como Rutledge a designava. Eles exploraram a area e encontraram muitos objetos grandes por todos os lados. Finalmente entraram na gigante nave acidentada. Estimou-se, disse ele, que devia ter cerca de 1,5 milhões de anos de idade. Estava em uma cratera com muitos danos. Lá dentro, eles encontraram a evidência de vida vegetal e pedras triangulares que emitiam lágrimas, e um líquido amarelo que tinha algumas propriedades especiais de medicina.

Eles também encontraram corpos de alienígenas. Alguns restos de criaturas pequenas, cerca de 10 cm de comprimento, foram encontrados em tubos de vidro que corria o comprimento da nave, e dois humanóides de médio tamanho foram encontrados. Inacreditavelmente, ele afirmou que um deles, uma fêmea, estava totalmente conservada e voltou para a Terra junto com a tripulação.

Uma humanóide sexo feminino, com 1,65 metro. Longos cabelos, seis dedos e tinha a função de pilotar, com dispositivo fixado nos dedos e nos olhos, sem roupas, com dois cabos ligados ao nariz, a batizaram de Monalisa.

Concreções de sangue ou líquidos biológicos estouraram e congelaram a partir da boca, nariz, olhos e algumas partes do corpo. Algumas partes do corpo estavam em boas condições, o cabelo e a pele foram protegidos por uma camada de proteção fina e transparente.

Também encontraram escritas jamais vistas antes.

Escritas indecifráveis, só poderiam ser extraterrestres.

Embora muitos pensem que está gigantesca nave se acidentou na face oculta da Lua, a verdade e que ela foi abatida, como mostra vestígios de ataque em seu lado externo.

Abatida por um monstruoso e desconhecido ataque, cujos autores são mais desconhecidos ainda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário